Sempre que nos deparamos com um problema temos 2 opções encarar o problema ou desistir certo?

 

Errado. Existe uma terceira opção que eu simplesmente desconhecia e que literalmente vem e vai mudar minha vida. A opção é:

Atropelar o problema.

Depois de viver o que eu venho vivendo nas ultimas 2 semanas ou você para de reclamar da vida ou você é um bosta, simples assim!

Cansei de ouvir amigos, parentes e conhecidos elogiarem meus esforços e minha ‘inteligência’ para trabalhar como programador. Elogio é bom, faz bem para ego e da aquela fortalecida na moral, mas isso depende muito do ponto de vista.

Este mês tive o prazer de participar de uma entrevista na Vizir em que fiquei estarrecido com uma fato que simplesmente nunca havia me passado pela cabeça. E quando digo fato é porque realmente é um fato e que todos que tiverem uma ínfima noção do que significa superação vão entender lendo a frase abaixo:

É possível programar , e programar com qualidade sendo cego!

É isso mesmo o Josiel 😎 é cego de nascença , e tivemos o prazer de entrevistar e convidá-lo para fazer parte do time da Vizir.

Eu sei é surreal, parece mentira, você só acreditaria vendo…tudo bem..eu também!

Esta semana pude acompanhar, ajudar na integração e adaptação desse gênio na empresa. Acho que nunca senti tanta satisfação na minha vida!

É como se um universo paralelo tivesse se fundido ao meu em um segundo e tudo mudou.

Estou aprendendo muito e quero (preciso) aprender muito mais sobre o seu universo e ajudar no que for preciso.

Estamos vivendo um momento na área de TI sem precedentes em que a oferta de profissionais tende a não superar a demanda, e a tendencia é que os salários aumentem cada vez mais, por que não existem pessoas capazes e dispostas a encarar o desafio de trabalhar com tecnologia.

Porque? Porque é difícil!

Mas não para o Josiel, porque ele resolveu não encarar o problema! Ele literalmente atropelou!

Seja bem vindo Josiel tenho certeza de que você vai conseguir tudo que você quer e merece, porque você escolheu o caminho certo, o caminho mais difícil.

Vou deixar aqui o meu conselho pra você novamente, agora preto no branco:

Transforme a sua “fraqueza” no seu maior trunfo.