No dia 23/10/2013 rolou um dojo aqui na Vizir utilizando a linguagem javascript. Estiveram presentes Daniel, Vitor, Vagner e eu.

Esse foi o primeiro dojo organizado pela Vizir, os participantes consideraram um sucesso, estão dispostos a participar novamente e já começamos a pensar na hipótese de fazer outro em novembro.

O intuito do dojo era ser algo simples e rápido, colocando todos os participantes em um ambiente totalmente colaborativo, onde todos pudessem trabalhar juntos na resolução de um problema, dividindo experiências e se divertindo.

O dojo começou as 19hs com um bate-papo com todos, onde o Daniel e eu explicamos sobre TDD e as idéias por trás do dojo, mostrando como ele pode aproximar as pessoas e adicionar diversos valores em uma equipe.

Por volta das 19:30 hs começamos a codificar a resolução do problema que era um juiz de jokenpo, que foi escolhido na hora por todos os participantes através do site Dojo Puzzles que nos dá um problema aleatório.

As 20:10 hs o problema já tinha sido desenvolvido com testes e feito refactoring, fizemos então uma retrospectiva onde todos puderam dar a sua opnião sobre o dojo e discutir sobre ele.

O projeto elaborado está disponível no github da Vizir

Depoimentos dos participantes:

Vitor

Foi a primeira vez que eu participei de um dojo e eu gostei muito. O dojo me deu uma experiência muito boa, permitindo exercitar coisas que não são parte do meu dia a dia. O que eu mais gostei foi do ambiente participativo, colaborativo, descontraído e ter adquirido conhecimentos novos com testes e programação.

Daniel

Eu já tinha participado antes de alguns dojos em outros lugares, nos outros eu não me senti a vontade para participar e aqui por estar entre amigos eu consegui interagir melhor.
Foi uma experiência boa para mim onde pude praticar testes em javascript que não é muito comum no dia a dia, mas, gostaria que mais pessoas da empresa tivessem participado.
O que eu mais gostei no dojo foi o ambiente colaborativo e descontraído.

Vagner

Foi a primeira vez que eu participei de um dojo, foi uma ótima iniciativa, pois podemos sentir como realizar um problema colaborativamente. Faz com que todos saibam o que está sendo gerado de resolução, realizando testes para codificar. E o melhor é que não é preciso saber programação, basta um pouco de vontade e conhecimento lógico. Para esse primeiro foi realizado algo simples, mas podemos aumentar gradativamente a dificuldade e aumentar a interatividade da equipe e até da empresa como um todo.

Tiago

Eu já tinha participado de outros dojos e eu gostei de todo o ambiente colaborativo que conseguimos criar e os valores que conseguimos passar. O dojo pra mim é muito mais uma maneira de aproximar uma equipe e criar valores como respeito, colaboração e confiança. E isso conseguimos criar de forma excepcional.

Retrospectiva

Pontos positivos

  • TDD
  • QUNIT
  • Desafio pessoal
  • Colaboração
  • Descontração
  • Problema muito simples
  • Pair programming
  • “Gosto de quero mais”

Pontos negativos

  • Faltou refactoring
  • Problema muito simples
  • Podia ter mais gente
  • Faltou os pilotos se expressarem mais