Continuando as entrevistas com os Vizires, no post de hoje falamos com o mais novo integrante de nossa trupe, o Tiago Gonçalves. Gostamos muito dele na entrevista e ficamos com a impressão de que ele manjava de programação… E que bom que não era só impressão! Ele chegou agora no mês de dezembro, mas aos poucos já vai se integrando ao time.

E para não ficar com muito papo furado, segue abaixo a nossa conversa:

Passe seus dados… Qual seu nome e idade?
Tiago de Assis Gonçalves, 22 anos.

Como te chamam na Vizir? E fora da empresa (por favor só adjetivos publicáveis)?
Tiago.

Onde você estuda? Ou já estudou?
Formado em sistemas para internet na FAAT em Atibaia.

Quando você não está trabalhando o que gosta mais de fazer?
Assistir filmes e navegar na internet.

Um filme que você gosta…
O Poderoso Chefão.

Qual o último livro que você leu? E o que você mais gosta?
Grátis. O Futuro dos preços. E gosto muito de Rework.

Qual o estilo de música preferido? Qual a banda ou cantor(a) preferido?
Rock Clássico e Heavy Metal. Van Halen, Metallica, ACDC.

O que você acha que trouxe bom para o time da Vizir? No que você acha que se sai melhor?
Foco, dedicação, conhecimento amplo em diversas áreas e tecnologias. Programação, pois já é algo natural.

O que mais te atraiu para vir trabalhar na empresa?
Empresa inovadora, boa cultura, pessoas legais e uma boa proposta para o futuro.

O que você pretende aprender em 2012?
Tópicos que eu estudo e sempre me interessam: Relações humanas, Agile, management 3.0, empreendedorismo, software livre e lean startup.

Você foi o último a chegar. É o 03. Até o momento, está curtindo? O que você mais gostou nesta chegada?
Curtindo bastante. Trabalhar com coisas novas e do notebook. (Todo o novo Vizir recebe um note bem bacana ao começar a trabalhar na empresa)

Você é de Bragança Paulista certo? Pode ficar tranquilos que não vamos fazer piadinhas envolvendo linguiça. Quais as maiores dificuldades de se trabalhar com programação no interior?
Agradeço por não fazer piadas, se um dia quiser experimentar a linguiça de Bragança é só me falar! (toma essa entrevistador) O problema da área de tecnologia no interior é o mercado como um todo, mas as coisas estão melhorando.

Valeu Tiago pela conversa! E que tenha vida longa no time da Vizir!